Com o intuito de alertar de que o tempo que melhor vivemos é aquele que vivemos com qualidade, nasce o projecto “Saber Viver”.

É de realçar que os idosos de hoje foram os jovens de ontem e, como tal, eles são portadores de imensas memórias que constroem a sua história de vida. Nessas memórias estão presentes os filhos que tiveram e criaram, assim como todos aqueles que participaram na sua vida. É neste contexto, e porque eles tudo fizeram para que os seus soubessem viver o presente, que nós enquanto seus descendentes temos de lhes mostrar que a vida contínua. Que existem muitas coisas que eles podem fazer e em que podem participar, de forma a melhorar a sua vida, não deixando apenas passar os anos.

Neste sentido, desenvolvemos o nosso projecto com a Santa Casa de Misericórdia de Portalegre, a fim de oferecer aos seus utentes novas experiências, de criar dinâmicas que apelam à criatividade, e ao mesmo tempo despertar o interesse da comunidade de Portalegre para assistir ás potencialidades desta geração.

Assim, o projecto assenta na elaboração de trabalhos manuais a realizar com os idosos, actividades desportivas, momentos de leitura e jogos tradicionais, para que numa etapa final todas esta actividades (bens e serviços em termos de Mercado da Solidariedade) sejam partilhadas e conjugadas com mais duas instituições de Portalegre (o Internato Distrital da Nossa Senhora da Conceição e Centro Popular dos Trabalhadores dos Assentos), a partir do Mercado da Solidariedade.

Fotografias da Intervenção

20 de maio de 2008

Plano de Actividades 2008

Este plano de actividades foi elaborado pela Técnica de Animação Educativa e Sociocultural da Santa Casa da Misericórdia de Portalegre, e será aqui transcrito por nós abreviadamente. As actividades que integram este plano são supervisionadas também pela Técnica acima referida.

  • Actividades recreativas e de lazer;
    - Visita a museus, monumentos, bibliotecas, cinema e teatro, concurso de dominó e cartas;
    - Secções de leitura de contos, poemas e jornais;
    - Elaboração de um jornal de parede.
  • Jogos (tradicionais e de mesa);
  • Passeios – realização de passeios a diversos locais;
  • Encontros temáticos. Ex. “No meu tempo era assim…”;
    -Tertúlia, os idosos são convidados a falar como era, no seu tempo;
    - O Natal; A escola; A vida em família; A educação; Os passatempos; O namoro; Os sonhos de adolescente/jovem/criança; O casamento; A vida a dois; O passado, presente e futuro.
  • “ Sinais de outros tempos…”;
    - Exposição de fotografias antigas, locais, acontecimentos de outras eras (…), anexa as mesmas, legendas, devidamente identificadas;
    - Os encontros temáticos de psicogerontologia têm principais objectivos:
    ­ * Desenvolver imagens mais positivas relativamente a este período da vida;
    ­ * Desmistificar determinadas ideias, crenças e medos relativamente ao envelhecimento;
    ­ * Melhorar a qualidade de vida dos idosos.
  • Participação em festas calendarizadas (Carnaval, Páscoa, Natal, Festas dos Santos Populares, Dia do Pai, Mãe e Avós, etc.);
  • Participação de convívios e/ou festas promovidas pela Instituição ou outras instituições;
  • Jogos de treino da memória:
    - Surge como resposta a uma das características da população idosa, que é a “falta de memória”, tendo como objectivo fazer com que esta perca, não se verifique e se possa recuperar, tentando motivar os idosos para a prática de alguns exercícios, tornando-os aliciantes e com resultados de melhorias, que eles mesmos podem observar, para que possam treinar a sua capacidade amnésica. Em primeiro lugar os próprios utentes irão recortar das revistas pessoas, objectos, matérias, receitas, etc… Seguidamente vão encadernar todo esse material que será usado no dia do treino de memória.
  • Actividades Desportivas - expressão corporal, caminhadas, passeios, actividades de mobilidade, orientadas por um professor.
  • Atelier de arte e artesanato – vamos continuar com actividades diárias como os bordados, rendas e malha, macramé e fada do lar. Incremento mensal de uma actividade nova, que paralelamente a estas acima referidas farão parte do quotidiano dos nossos utentes.


Actividades específicas por meses:


Janeiro – Restauração das molduras que foram oferecidas à instituição, com o auxílio da técnica da pintura, de colagem, verniz, etc…
Fevereiro – Técnica do guardanapo;
Março – Moldagem do barro;
Abril – Pintura em Barro;
Maio – Pintura em tela;
Junho – Reciclagem;
Julho – Trabalhos em pedra;
Agosto – Decoração em vidro;
Setembro – Trabalhos em serapilheira;
Outubro – Trabalhos em velcro;
Novembro - Trabalhos com latas de reciclagem;
Dezembro – Trabalhos em madeira e cortiça.

1 comentário:

Liliana Brites disse...

Gostei muito das actividades que desempenha com os utentes da instituição onde trabalha. O treino de memória funciona? Eu não consigo motivar os utentes do lar onde trabalho para o fazerem, talvez porque tenham todos uma idade muito avançada. Parabéns pelo seu trabalho